Pesquisar blog
Newsletter
Subscreve para receberes nossas ofertas, descontos, notícias e muito mais
Últimos comentários

Testemunho Da Vida Real: Maquilhagem? O Necessário É Perfeito!

Postado em11 Meses atrás por
Favorito1

Não sou do tipo de maquilhar-me. Ponto. Desde que me lembro que fujo da maquilhagem a sete pés. Por falta de jeito e, diga-se de passagem, por falta de paciência para adquirir esse jeito. Recordo-me das tentativas adolescentes e vãs de aplicar blushbatom ou de fazer uma qualquer sombra nos olhos. É que nunca resultou!

Em tempos, mais por conveniência social do que por convicção, tentava maquilhar-me em dias festivos. Era “um dia especial” e uma “oportunidade para não estar sempre igual” – diziam ao meu lado. Uma vez que a prática nunca deu bons frutos (era mais certo dar asneira), confiava a tarefa a quem sabia, amigas e profissionais. O resultado deixa-me um pouco frustrada. Lá ia eu maquilhada mas num formato em que não me reconhecia! E aborrecia-me de morte por dentro, que o problema era meu com toda a certeza.


Nos últimos anos, já com a convicção mais forte do que se gosta e não se gosta, arrumei com o assunto de vez. Para quê maquilhar-me ao “jeito dos outros” e esperar sentir-me eu? Não é apenas o desinteresse pela matéria, é que gosto mesmo, genuinamente, desta coisa de me sentir ao natural, da simplicidade de um rosto próprio, exposto, com as imperfeições tão visíveis quanto os pormenores do rosto de que mais se aprecia.

O que significa isso na minha prática? Que encontrei o meu ponto de equilíbrio e bem-estar na relação com a maquilhagem! Uso diariamente creme hidratante e não vou dormir sem limpar o rosto. Uso com regularidade os chamados “BB creme” que são amigos de quem quer esconder aquela borbulha que veio no tempo errado! E até há ocasiões raras em que, vá se lá saber por que devaneio, me apetece e aplico risco ou máscara de pestanas. Em todos os casos, sinto-me sempre eu.

Minimalista, sem grandes cenas. Penso que esse é ponto chave para que qualquer pessoa se sinta bem na sua pele!
Eu reduzo-me ao necessário. E o necessário, já dizia a música da minha infância, é somente o necessário, o extraordinário já está a mais.

Rita Caetano

Deixe um comentário
Deixar uma resposta

Menu

Configurações

Clique para ver mais produtos.
Não foram encontrados produtos.

Partilhar

Crie uma conta gratuita para salvar itens favoritos.

Iniciar sessão